Se seu comentário não aparecer de imediato é porque eles são publicados apenas depois de serem lidos por mim.
Isso evita propagandas (SPAM) e possíveis ofensas.
Mas não deixe de comentar!

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Pra começar a Eternidade Tem que acabar...

O início do meu blog.

O início de uma era.

Agora não tem como voltar atrás.

Só se pode tentar consertar o que ficou.

E fazer muito melhor...

Foi o que Isaac Asimov fez no romance O FIM DA ETERNIDADE.

Antes, pra quem não sabe, Isaac Asimov foi um escritor de ficção científica que ficou famoso por criar e desenvolver as Três Leis da Robótica em seus contos e romances. De seus livros mais famosos sairam filmes de sucesso como O Homem Bicentenário (com Robin Williams) e Eu, Robô (com Will Smith).

É claro que um escritor tão aclamado não surge do nada. Ele nasceu na Rússia em 1920 e foi levado pros EUA com três anos de idade. Era chamado de "O Bom Doutor" por seus admiradores e fãs (talvez devido ao seu Doutorado em Bioquímica) e, além de ficção, escreveu diversos (muitos mesmo) livros de divulgação científica, onde tentava fazer as pessoas comuns se interarem e entenderem as novas (ou as vezes nem tão novas assim) descobertas da ciência.

É claro que na maior parte de suas obras de ficção isso também acontecia e ele não escrevia só sobre robôs.

Em O FIM DA ETERNIDADE, Asimov brinca com viagens no tempo.

------------------------------------------------------------------------------------


Andrew Harlan é um Técnico que faz mudanças no tempo pra uma organização conhecida como ETERNIDADE, criada no século 27 (e presente fora da linha do tempo em quase todos os séculos posteriores) para monitorar, observar e fazer pequenas mudanças na realidade a fim de levar a humanidade pra longe de guerras e da auto-destruição.

Todos os funcionários da ETERNIDADE são escolhidos a dedo e retirados de seu século natal pra serem treinados a, principalmente, aprender a distanciar emoções na hora de observar, calcular e, finalmente, mudar realidades.

Harlan não é exceção. Pelo contrário, é um dos mais talentosos Técnicos de mudança que já se formaram na Academia da ETERNIDADE. Só que tudo muda quando, em uma de suas missões, ele acaba sendo obrigado a interagir com uma moça Tempista (como eles chamam quem vive dentro do Tempo) e acaba se apaixonando.

É aí que ele começa a quebrar as regras. E por consequência acaba envolvido em uma conspiração engendrada pelos funcionários de mais alto escalão da ETERNIDADE, chamados respeitosamente de Computadores.

Mas Harlan está desesperado. E obstinado a ficar com sua amada, nem que para isso tenha que provocar o fim da ETERNIDADE.


O que você faria se soubesse que a qualquer momento alguém mudaria alguma coisa no passado que poderia mudar seu emprego, sua personalidade, seus amigos e até mesmo encurtar sua vida?



Editora Aleph, 2007. 255 páginas.

-------------------------------------------------------------------------------------

É um ótimo romance pra quem, como eu, gosta do tema viagens no tempo.

Asimov parece brincar na escrita e passeia por todos os conceitos de viagens no tempo conhecidos, desde paradoxos do homem que encontra a si mesmo até múltiplas realidades alternativas.

Li em duas paradas. Dois dias intercalados por um dia de trabalho.

Ritmo ótimo. Cheio das reviravoltas costumeiras do "Bom Doutor". As coisas nunca são o que parecem. Não acredite em ninguém. As vezes nem em si mesmo.

Será que Harlan estaria fazendo a coisa certa?

Acho que daria (feitas algumas adaptações) um bom filme pra cinema.

É com essa recomendação que termino essa primeira postagem.

É aqui que pode começar a INFINIDADE.

Valeu!

2 comentários:

Estela disse...

Também sou fã de Isaac Asimov. Li muitos livros dele.Gosto muito dessas viagens fantáticas.
Bjs

Thatiana disse...

Fala meuu primo predileto =D
passei por aki viu viu viu =D

interessante seu blog :P

bjus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Tweet